COVID-19: Enfoque Gerenciais na Saúde

Autores

Elói Martins Senhoras (organizador)
Universidade Federal de Roraima (UFRR)
Francisleile Lima Nascimento (organizadora)

Palavras-chave:

Coronavírus, COVID-19, Gestão, Saúde

Sinopse

A COVID-19 trouxe consigo uma série de repercussões multilaterais no campo da Saúde em um curtíssimo espaço de tempo, introjetando no contexto pandêmico em abruptos fluxos de demandas de serviços em contraposição às limitações estruturais que tenderam a se ampliar.

Tomando como temática de referência os “COVID-19: Enfoques Gerenciais na Saúde”, este livro traz um conjunto de reflexões que lidam com as agendas de gerenciamento no campo sanitário desde o nível operacional do espaço local até se chegar no nível estratégico da política nacional e internacional.

Estruturado em seis capítulos, a presente obra possui uma natureza exploratória, descritiva e explicativa sobre os enfoques gerenciais na Saúde que somente foi possível de ser construído por meio de um trabalho coletivo de 20 profissionais oriundos das regiões Sul, Sudeste e Norte do país.

No primeiro capítulo, “Pandemia por COVID-19 e seu impacto na atenção primária: desafios dos gestores”, são apresentadas reflexões sobre os desafios gerenciais e estruturais na atenção primária, bem como sobre proteção e valorização dos profissionais de Saúde no combate ao coronavírus.

No segundo capítulo, “Atenção primária à Saúde em tempos de COVID-19 e reorganização do trabalho”, apresenta-se um relato de experiência sobre a busca de soluções para reorganização do processo de trabalho em uma Unidade Básica de Saúde com base no referencial pedagógico do Arco de Maguerez.

No terceiro capítulo, “Aspectos gerenciais na segurança de profissionais da Saúde em tempos de COVID-19”, é feita uma análise propositiva sobre medidas de segurança dos trabalhadores por meio de uma discussão sobre as Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho e do Emprego do Brasil.

No quarto capítulo, “O Sistema Único de Saúde no contexto da pandemia da COVID-19”, discute-se a capacidade de atendimento do SUS e a existência de lacunas e falhas estruturais prévias, demonstrando que este é um momento delicado em função do potencial de colapso.

No quinto capítulo, “COVID-19, cemitérios, necrotérios e serviços funerários”, são abordados os desafios e a emergência de novos protocolos contra a contaminação nos serviços essenciais que diretamente lidam com a morte no Brasil, haja vista que estes se tornam foco de pressão crescente no contexto pandêmico.

No sexto capítulo, “A crise pandêmica da COVID-19 e a (des)governança global da Saúde”, apresenta-se um debate sobre as limitações do multilateralismo e da diplomacia médica neste contexto devido às polarizações no campo de poder conformado por um amplo número de países e a Organização Mundial de Saúde.

As discussões apresentadas neste livro trazem uma plural e rica agenda imersiva no crítico contexto de difusão da pandemia da COVID-19 no mundo, corroborando assim para refletir sobre os desafios e possibilidades dos enfoques gerenciais na Saúde no combate ao coronavírus.

Publicado

agosto 15, 2020

Séries

Licença

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.